IV Assembleia Nacional de NÓS-UP renovou Direcçom e reafirmou linha política

3 de Dezembro de 2007

No sábado passado decorreu a IV Assembleia Nacional de NÓS-Unidade Popular, organizaçom política em que a militáncia do nosso partido está integrada junto a outros companheiros e companheiras da esquerda independentista galega.

Os trabalhos desta IV Assembleia Nacional culminárom com o plenário realizado na comarca de Compostela, e onde foi analisado o percurso dos dous últimos anos com espírito autocrítico e firmeza nos princípios fundacionais de NÓS-Unidade Popular.

Era a terceira reuniom do máximo organismo, depois da fundacional em 2001 (Compostela), a segunda na Corunha (2003) e a terceira em Ferrol (2005). Segundo se explica na pormenorizada crónica publicada no web nacional de NÓS-UP, desta vez houvo mais delegaçons convidadas do que nunca, o que confirma o avanço na linha de implic

Maurício Castro foi reeleito como porta-voz nacional

açom activa da militáncia nos movimentos sociais existentes em ámbitos como o ambiental, o cultural, o sindical ou o internacionalista, entre outros.

Além da participaçom de pleno direito de um importante número de camaradas do nosso partido, o nosso secretário geral, Carlos Morais, dirigiu umhas palavras em representaçom de Primeira Linha ao plenário, encorajando a militáncia independentista a construir um forte movimento político que avance nos objectivos históricos da independência nacional e o socialismo, numha sociedade livre da lacra patriarcal.

Outras delegaçons políticas do ambito soberanista convidadas estivérom presentes, como Corrente Vermelha ou o Movimento pola Base, ou mandárom saudaçons, como o PCPG.

Durante a Assembleia, foi analisada a situaçom política da Galiza, com destaque para a actual legislatura e para a reforma estatutária, bem como para as tarefas da esquerda independentista no futuro imediato. Reafirmou-se a aposta na superaçom do fragmentado espaço soberanista e a participaçom em iniciativas como as propostas polo espaço unitário Causa Galiza, em que a esquerda independentista participa desde o início.

Também se elegeu a nova Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular, em que Maurício Castro continuará a exercer labores de porta-vozia, sendo apoiado mui maioritariamente o Informe de Gestom apresentado pola anterior Direcçom Nacional.

O nosso partido foi convidado à Assembleia Nacional de NÓS-UP, dirigindo o nosso secretário geral umhas palavras ao plenário

A militáncia comunista integrada em NÓS-UP quer manifestar a sua satisfaçom polo desenvolvimento deste processo assembleiar, caracterizado pola camaradagem, o optimismo e a vontade construtiva de todos os companheiros e companheiras. Recomendamos visitar toda a informaçom, resoluçons e galerias de imagens já publicadas no web de NÓS-Unidade Popular sobre o seu encontro bianual realizado no passado sábado no concelho de Teio.

 

Voltar à página principal