Delinqüência patronal continua a fazer vítimas

26 de Novembro de 2007

Um trabalhador das obras do comboio de alta velocidade (AVE) ficou amputado num acidente acontecido no concelho carvalhinês de Maside. O jovem operário, de 29 anos, perdeu um pé na manhá de hoje quando umha máquina elevadora capotou atingindo-lhe a perna no tornozelo.

A empresa responsável por este novo acidente de gravidade é AVE Maside UTE. O obreiro foi levado ao Complexo Hospitalar de Ourense, enquanto a Inspecçom do Trabalho fazia umha visita ao local do acidente. Nom sabemos é se existia umha fiscalizaçom anterior que pudesse evitar os habituais excessos empresariais contra os quadros de pessoal, factor determinante na sucessom de sinistros como o de hoje.

De resto, tampouco costuma haver maiores medidas punitivas contra o patronato, principal responsável pola posiçom da Galiza no topo dos mercados laborais mais perigosos da Europa.

 

Voltar à página principal