Ianques nom admitem a derrota e continuam a massacrar no Iraque

6 de Setembro de 2007

Ataques aéreos com helicópteros de combate ianques provocárom um mínimo de 14 mortes entre a populaçom civil na capital iraquiana, se bem outras fontes falam de 27 pessoas mortas. Um número indeterminado de civis soma-se à lista de vítimas da aviaçom imperialista, que continua a sua particular "defesa da liberdade" no médio oriente. Todas as vítimas som civis.

O ataque nocturno a um bairro "acusado" de apoiar a resistência patriótica contra as forças ocupantes prolongou-se durante mais de umha hora, e foi protagonizado nom apenas por helicópteros, mas também por fogo de morteiros dirigido contra prédios de habitaçom onde as pessoas dormiam. Umha moradora do bairro confirmou que a sua família dormia quando começou o ataque, resultando mortos o homem e um filho, e a casa destruída.

O comando ianque ainda nom deu a sua versom dos factos, que mais umha vez ponhem sobre a mesa a evidente estratégia genocida do Pentágono e a Casa Branca contra o povo do Iraque, que continua a resistir e forçou já a próxima retirada das tropas británicas do seu país.

 

:: Mais informaçons e dados sobre o mesmo tema

Política ianque no Médio Oriente perfila-se como genocídio (+...)

 

Voltar à página principal