Mais um dirigente político basco detido por exercer o direito de reuniom

15 de Outubro de 2007

A instituiçom judicial-policial espanhola continua a deter destacados militantes abertzales bascos com o intuito de descabeçar o movimento independentista. Ontem foi a vez de Asier Imaz, da direcçom de Batasuna, "acusado" de ter participado em reunions ilegais dos organismos da terceira organizaçom política basca em representaçom eleitoral.

A detençom acontece pouco depois de umha histórica jornada de luita da juventude basca contra a tentativa da extrema-direita espanhola de se manifestar no centro de Bilbau com motivo do que a oligarquia espanhola baptizou como "Dia de la Hispanidad".

Nessa jornada, a polícia autonómica, mandada polo governante PNB, tentou possibilitar a manifestaçom fascista, contendo a revolta popular contra a presença dos "camisas azuis" joseantonianos, que tencionavam impor a mensagem imperialista espanhola na capital biscainha.

Entretanto, 17 dirigentes abertzales fôrom conduzidos a prisons espanholas nos últimos dias, somadas a outros três já encarcerados: Arnaldo Otegi, José María Olano e Joseba Álvarez.

A nova detençom política de ontem incrementa a pressom policial-judicial espanhola contra a esquerda independentista basca, após a ruptura da negociaçom política com esse movimento soberanista e socialista.

 

Voltar à página principal