Expediçom solidária galega parte hoje para Madrid

28 de Fevereiro de 2008

Por iniciativa de NÓS-Unidade Popular, um autocarro partirá hoje às 22 horas de Ferrol, recolhendo pessoas solidárias em diferentes pontos da Galiza até ficar lotado e entom partir em direcçom a Madrid, onde tenhem que declarar os quatro militantes independentistas citados polo juiz Grande-Marlaska.

O tribunal de excepçom espanhol que costuma atender casos políticos, a Audiência Nacional, citou os quatro trabalhadores galegos, denunciados pola polícia espanhola sob a acusaçom de terem queimado um boneco em madeira representando o rei espanhol, Juan Carlos I de Bourbon. Dous dos independentistas citados admitírom já publicamente que queimárom o boneco, como "denúncia de umha figura institucional antidemocrática e alheia à Galiza, um rei que foi posto por Franco e carece da mais mínima legitimidade democrática."

Para além da presença garantida de umhas sessenta galegas e galegos que viajarám de autocarro, organizaçons da esquerda madrilena manifestárom o seu apoio solidário aos quatro galegos, aderindo à concentraçom já autorizada em frente da Audiência Nacional às 10 horas da terça-feira dia 29. É o caso de Corriente Roja, Izquierda Castellana, Yesca ou o PCE (ML), além de meios alternativos como La Haine, Kaos en la Red ou Rádio Vallekas. Também organizaçons catalás como Endavant (OSAN) e o Moviment de Defensa de la Terra (MDT) manifestárom o seu apoio aos independentistas galegos citados por Grande-Marlaska.

Na Galiza, organizaçons como BRIGA, AGIR, AMI, Corrente Vermelha ou CEIVAR também figérom públicos apoios à convocatória de solidariedade. Pedimos desculpa por algum possível esquecimento, pois sabemos que uns factos como estes terám merecido outras adesons. Pola nossa parte, @s comunistas organizad@s em Primeira Linha confirmamos a nossa presença na concentraçom de Madrid em apoio aos nossos compatriotas.

Mais informaçons no web de NÓS-Unidade Popular.

 

Voltar à página principal