Movimentos sociais galegos sairám à rua no dia 17 'contra a destruiçom do território'

12 de Fevereiro de 2008

O amplo e plural movimento popular que vem estruturando-se à volta de numerosas agressons urbanísticas, industriais e ambientais um pouco por toda a Galiza, convoca umha manifestaçom unitária "contra a destruiçom do território" para este domingo em Compostela.

Umha iniciativa que parte da base social que nos últimos anos vem organizando-se contra os efeitos das políticas neoliberais em ámbitos mui diversos da vida social, económica e ambiental da Galiza. Umha iniciativa que parte da evidência do continuísmo das políticas do bipartido à frente da Junta da Galiza, em relaçom às anteiormente aplicadas polo Partido Popular, e que rompe com qualquer tutela partidista para apresentar reivindicaçons concretas e denunciar responsabilidades também concretas.

A esquerda independentista apoia a manifestaçom e estará nas ruas da nossa capital para denunciar essas políticas, ligando-as com a natureza capitalista e, portanto, predador, do Estado espanhol como principal instituiçom em vigor na Galiza actual.

NÓS-Unidade Popular, que emitiu um comunicado de adesom à manifestaçom, vincou a necessidade de orientar cada luita particular numha estratégia de emancipaçom global do capitalismo e a dependência, males que se encontram na origem de todos e cada um dos problemas que originam a autoorganizaçom popular.

Também o nosso partido apoia incondicionalmente esta importante convocatória, e chama a participar nela como mais um passo no longo caminho para a libertaçom da Galiza mediante a iniciativa das suas classes populares autoorganizadas.

 

Voltar à página principal