180 pessoas manifestárom-se em Compostela contra as detençons de estudantes

15 de Fevereiro de 2008

A concentraçom, convocada no meio-dia de hoje em resposta à perseguiçom policial contra estudantes que se manifestárom contra a presença de San Gil na USC, juntou às 20 horas em Compostela 180 pessoas solidárias, que marchárom entre a praça do Pam e a esquadra policial da capital.

A pressom policial foi constante, chegando a produzir-se vários amagos de carga em frente da esquadra da polícia espanhola, onde se encontram detidos sem qualquer justificaçom dous militantes de AGIR, Iago Barros e Sérgio Pinheiro.

Entre as palavras de ordem mais coreadas, salientou a de "Estado espanhol, Estado terrorista", "Aqui está, aqui se vê, a democracia, de zeta pê", "Os presos, agora, queremos vê-los fora" e outras em apoio a Sérgio e Iago.

A faixa principal levava como legenda "Nom à criminalizaçom do estudantado", enquanto membros de AGIR levavam umha segunda faixa com a legenda "STOP à repressom contra o estudantado". A participaçom foi variada, abrangendo o conjunto de sensibilidades e correntes que podem ser adscritas à chamada esquerda patriótica galega.

Boato desmentido e concentraçom amanhá a partir das 10 horas da manhá

Por outra parte, a defesa dos dous estudantes informou de que o boato reproduzido nalguns alguns meios sobre umha suposta transferência dos dous detidos à Audiência Nacional nom responde à realidade.

Para amanhá, a partir da 10 horas, foi convocada umha concentraçom em frente dos Tribunais de Fontinhas, na capital galega, para reclamar novamente a liberdade dos dous estudantes detidos.

 

Voltar à página principal