Nova agressom institucional aos direitos fundamentais no País Basco

12 de Setembro de 2007

No passado fim de semana assistimos a mais um ataque das instituiçons do Estado, desta vez através do governo autonómico de Vitória, ao movimento popular basco. Umha manifestaçom do movimento pró-amnistia foi selvaticamente dispersada polas forças policiais dependentes do PNB em Donóstia, numha nova vulneraçom arbitrária do direito de manifestaçom e de livre expressom de um importante sector da sociedade basca.

A manifestaçom, que reclamava respeito aos direitos dos presos e presas independentistas, nomeadamente aquelas que padecem graves doenças, foi rebentada violentamente pola polícia autonómica, causando feridas numerosas pessoas que, de maneira pacífica, exerciam o direito de manifestaçom.

Poucas horas depois do espectáculo repressivo, um dos representantes do movimento de solidariedade com as centenas de presos e presas bascas em prisons espanholas, Juan Maria Olano, era detido por ordem do juiz espanhol Baltasar Garzón, integrante do tribunal de excepçom denominado Audiencia Nacional. Esta nova detençom acrescenta-se à do principal porta-voz da esquerda independentista basca, Arnaldo Otegi, também encarcerado por ordem do governo do PSOE desde o passado mês de Junho por motivos políticos.

 

Voltar à página principal

 

 

Imagem de umha das vítimas da violência policial no País Basco no passado domingo