Galiza tem as pensons de reforma mais baixas do Estado

28 de Dezembro de 2007

Segundo os dados difundidos hoje mesmo polo Ministério espanhol do Trabalho e Assuntos Sociais, a Comunidade Autónoma da Galiza tem neste mês as pensons médias de reforma mais baixas do Estado espanhol, com 627,64 euros. Quer dizer, 18,1% menos da média espanhola, que é de 766,52 euros.

Também se figérom públicas as quantidades que constituem outras reformas existentes na Galiza autonómica actualmente, tais como a de incapacidade permanente (765,46 euros) e as de viuvez, orfandade e em favor de familiares, que atingírom os 500,35, 302,68 e 402,46 euros respectivamente, em média.

Quanto à pensom média da Segurança Social (abrangendo todas as modalidades anteriores), a populaçom da Comunidade Autónoma da Galiza (nom temos dados globais de toda a naçom) conta com umha pensom média de 678,86 euros mensais.

No extremo oposto da Galiza, oito comunidades autónomas registam pensons superiores à média espanhola no mês que agora finda. Som o País Basco, as Astúrias, Aragom, Catalunha, Castela e Leom, Cantábria a Rioja e Canárias. Também as colónias espanholas em África, Ceuta e Melilha, tenhem melhores pensons da Segurança Social que a Galiza, que ocupa o último lugar do ranking.

No que di respeito ao número de pensionistas, os dados fornecidos polo Ministério espanhol afirmam que a Catalunha ocupa o primeiro posto (17,9% do total), seguida pola Andaluzia (15,9%), Madrid (10,8%), País Valenciano (10%), Galiza (8,5%), Castela e Leom (6,9%) e País Basco (5,7%)

 

Voltar à página principal