PKK: o povo curdo resiste

25 de Outubro de 2007

Está 'catalogado' como 'terrorista' polo maior governo terrorista do mundo, o dos Estados Unidos da América, mas também pola Uniom Europeia, por luitar de armas na mao, desde 1984, pola libertaçom nacional e social do povo curdo sob domínio turco.

O PKK, criado em 1974 sob liderança de Abdullah Ocalan, declara-se seguidor do marxismo e abertamente independentista, sofrendo umha brutal repressom do Estado turco, que nega qualquer direito colectivo ao povo curdo, incluídos o de se autodenominar 'povo curdo' e o de utilizar o próprio idioma.

Fala-se de umhas 37.000 mortes em conseqüência da dinámica armada a que o imperialismo turco conduziu o conflito do que chama "Anatólia Oriental", incluindo os assassinatos de estado contra militantes nacionalistas e as deportaçons em massa de populaçom autóctone para tentar "retirar a água aos peixes" da guerrilha e dar cabo da resistência curda.

As forças militares, o turismo e outros sectores estratégicos do imperialismo turco costumam ser alvo dos ataques guerrilheiros do PKK (com umha importante presença feminina nas suas fileiras), cuja força é estimada em 5.000 efectivos, e que nos primeiros anos do actual século declarou um cessar-fogo de cinco anos que nom serviu para qualquer avanço no reconhecimento dos direitos nacionais do povo do Curdistám dominado pola Turquia.

Daí que a guerrilha curda se visse obrigada à autodefesa armada novamente a partir de 2004, com crescente capacidade operativa, como se viu nas últimas semanas, em que dúzias de soldados turcos caírom mortos polas acçons da guerrilha, apesar do muito inferior armamento e meios bélicos ao seu alcance.

Acusando-a de procurar abrigo nas montanhas iraquianas, o Governo islamista turco, apoiado pola Casa Branca, ameaça agora com invadir território do Iraque à caça dos patriotas curdas e curdos, enquanto os confrontos continuam e a chamada "comunidade internacional" evita qualquer compromisso em defesa dos direitos nacioanais curdos.

 

Voltar à página principal