Comunidade Autónoma da Galiza, nos primeiros lugares em aumento de preços

14 de Maio de 2008

Os dados oficiais espanhóis voltárom a situar a Comunidade Autónoma da Galiza, a falta de conhecermos os dados do conjunto da naçom, à frente das comunidades que integram o Estado espanhol. Concretamente, a CAG ocupa o quarto lugar, só ultrapassada por Cantábria, Canárias e Castela e Leom.

Assim, o aumento da inflaçom no que levamos da no atinge já 1,4%, enquanto a inflaçom interanual fica nos 4,4%, duas décimas acima da média do Estado espanhol.

Só a roupa e o calçado, junto ao ócio cultural, registárom descida nos preços. A habitaçom registou as mais marcadas altas de preços, com 4,5% de aumento. Bebidas alcoólicas, tabaco, hotéis, cafés restaurantes som os que mais aumentárom, mas também subírom os preços do ensino e a medicina.

Ao contrário do sucedido na Galiza, no Estado espanhol em conjunto desceu três décimas a taxa de inflaçom interaunal, subindo os preços em Abril 1,1%, três décimas menos do que na Comunidade Autónoma da Galiza.

A classe trabalhadora continua portanto a sofrer a perda de capacidade aquisitiva, vendo-se obrigada a financiar o período de crise que enfrenta o capitalismo, o que contrasta com as continuas 'actualizaçons' dos salários e outras regalias da casta política que ocupa as instituiçons na Galiza e no Estado. Umha situaçom denunciada por NÓS-UP com motivo das recentes mobilizaçons polo 1º de Maio.

 

Voltar à página principal