Quarto estudante detido por exercer liberdade de expressom

19 de Fevereiro de 2008

As forças repressivas instaladas polo Estado espanhol no nosso país continuam a dar tratamento penal ao protesto pacífico protagonizado por dúzias de estudantes no passado dia 12 de Fevereiro, em oposiçom a um acto eleitoral do PP na Universidade de Compostela.

Desta vez trata-se de um estudante de História, chamado Mário. Há que lembrar que ontem um quarto estudante se apresentou voluntariamente, acompanhado por um advogado, à esquadra policial espanhola de Compostela, ficando igualmente imputado e em liberdade.

AGIR já difundiu um comunicado solidário com Mário, tal como com os três estudantes anteriores, denunciando o tratamento de "deliqüentes" que todos eles estám a receber.

À espera de mais novidades sobre esta nova actuaçom repressiva, nomeadamente a libertaçom do companheiro Mário, expressamos daqui a solidariedade d@s comunistas galeg@s com ele e com os restantes represaliados.

Continuamos é à espera de conhecer a opiniom da chamada "esquerda" institucional, nomeadamente o BNG e IU, sobre esta campanha repressiva injustificada contra o estudantado galego.

 

Voltar à página principal