Quintana defende mais autonomismo diante de representantes da grande burguesia galego-espanhola

Manuel Fraga tampouco quijo perder o discurso de Quintana na capital espanhola

22 de Maio de 2008

O BNG gaba-se no seu web da presença de alguns dos principais capos da burguesia espanhola e galego-espanhola na conferência que o vice-presidente da Junta, Anxo Quintana, proferiu na capital de Espanha.

Foi na sede de um dos empórios mediáticos, Europa Press, que abriu as portas ao discurso 'moderno' do porta-voz do Bloque, que ratificou a renúncia a qualquer veleidade autodeterminista limitando-se a anunciar, para 2009, umha reediçom do insoso debate pola reforma estatutária que padecemos nos últimos anos.

É a proximidade eleitoral que fai com que o BNG lance, aproveitando o convite de Europa Press, a sua mensagem de 'mais autonomia' como principal reclamo eleitoral a menos de um ano das Eleiçons autonómicas.

Mais estatuto e mais transferências: modelo de país do BNG

Governabilidade, consenso, novo Estatuto e mais transferências resumem o que Quintana chamou, de maneira empolada, 'Estatuto de Naçom'. Um 'Estatuto de Naçom' que parte da renúncia declarada ao exercício dos direitos nacionais que assistem a todo povo sem soberania, como é o caso do nosso.

Financiamento autonómico e gestom da dependência por parte dos políticos da Autonomia foi a outra proposta 'estelar' de Anxo Quintana, junto ao "consenso entre os agentes sociais e económicos, na convergência de esforços e na existència de objectivos partilhados polos sectores mais empreendedores e dinámicos da sua sociedade civil", o que, traduzido para linguagem corrente, significa pactismo interclassista e renúncia a qualquer posiçom de classe que nom seja a de servir a burguesia galego-espanhola.

Umha tarefa, a de governar para a grande empresa e render as organizaçons obreiras ao fetiche reaccionário do pacto, que o BNG vem cumprindo de maneira crescente nos últimos anos, o que lhe garante o financiamento de cada vez mais firmas galegas de obediência espanhola.

O apoio do BNG ao espólio energético do nosso país é outro dos eixos defendidos por Quintana em Madrid, com acenos claros dirigidos ao empresariado desse sector, em harmonia com o que vem fazendo a Conselharia da Indústria na actual legislatura.

A nata da burguesia assistiu à conferência

É verdade que o vice-presidente da Junta incluiu palavrada de conteúdo supostamente 'social', falando da construçom de um etéreo 'Sistema Galego do Bem-Estar'. Porém, ficamos à espera de qualquer concreçom de umha política dirigida a favorecer a maoria social.

As concreçons de Quintana visam antes ganhar os favores dos patrons, representados no acto de Madrid, entre outros, polo presidente de Alsa, Jorge Cosmen, os presidentes de Banco Etcheverria e Caixanova (Javier Etcheverria e Julio Fernández Gayoso, respectivamente; de Engasa, Benito Fernández González; de Dragados SA, Marcelino Fernández Verdes; de ACS, Florentino Pérez; de Martinsa-Fadesa, Fernando Martín; de OHL, Juan Miguel Villar Mir, entre outros.

 

 

Voltar à página principal