Caiu em combate dirigente da guerrilha marxista colombiana

2 de Março de 2008

É para nós motivo de funda tristeza ter que informar da morte de 16 luitadores comunistas, insurrectos nas heróicas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Entre eles, encontrava-se o dirigente político Raul Reyes, e todos eles caírom sob o fogo aéreo do genocida exército da oligarquia da Colômbia, que longe de atender aos gestos das FARC para a superaçom do confronto militar em termos justos, decidiu apostar na via de sempre: a tentativa de derrotar militarmente a sublevaçom popular armada.

Raúl Reyes, membro do Secretariado das FARC, fijo parte da delegaçom negociadora guerrilheira entre os anos 1998 e 2002, negociaçom frustrada pola atitude intransigente dos oligarcas. A partir daí, a luita armada voltou a demonstrar a impossibilidade de umha derrota, apesar da política criminosa de Álvaro Uribe, lacaio do imperialismo norte-americano e da oligarquia colombiana na guerra contra o seu próprio povo.

A morte de Raul Reyes, dirigente político do movimento político-militar que enfrenta os paramilitares e as forças regulares armadas polos EUA para atingir umha verdadeira transformaçom social na Colômbia, causa sem dúvida dor no povo e nas FARC, mas nom poderá deter o caminho de luita popular.

Há que salientar que a morte de Reyes aconteceu em solo equatoriano e nom colombiano, o que demonstra que as agressons militares colombianas acontecem para além das fronteiras do país, violando a legislaçom internacional.

O nosso mais sentido pesar ao povo colombiano pola perda do grande revolucionário Raúl Reyes.

 

Voltar à página principal