Manifestaçom em Ribadávia contra a instalaçom de umha "macro-lixeira"

15 de Setembro de 2007

Com o empolado nome de "parque meio-ambiental", a Junta da Galiza quer levar o lixo gerado no sul da Galiza (três mil milhons de kg. por ano e mais de 500 camions carregados de lixo diariamente) a Carvalheda de Ávia, no coraçom da comarca do Ribeiro. O movimento social de resposta a esse projecto convoca para hoje umha manifestaçom às 18.30h em Ribadávia.

A lixeira que a Junta quer instalar no Ribeiro supom umha agressom ambiental de grandes dimensons, da qual dá ideia a superfície que irá ocupar: a equivalente a 160 campos de futebol (850.000 metros quadrados que poderám ser alargados até um milhom).

O movimento opositor a tal barbaridade alega a proximidade a núcleos habitados, até 23 num raio de três quilómetros, com umha populaçom directamente atingida de 6.000 pessoas, e incluindo colégios a menos de um quilómetro e meio de distáncia da lixeira.

O impacto visual nom será menor, podendo ser vista a partir de qualquer ponto do vale do rio Ávia. Também a contradiçom entre esse empreendimento e o desenvolvimento sustentável baseado na indústria agro-alimentar é posta sobre a mesa polo movimento popular contrário ao projecto, que reclama umha orientaçom harmónica e sustentável da actividade socioeconómica da comarca.

A manifestaçom de hoje em Ribadávia contará com a adesom de movimentos vicinais de outros pontos da Galiza envolvidos em luitas semelhantes, como é o caso da Assembleia de
Emergência da Ria de Ferrol, que se deslocará ao Ribeiro para participar na convocatória.

 

Voltar à página principal