Violência machista: mulher assassinada a marteladas em Cee

12 de Junho de 2007

Umha mulher de 66 anos, Lucia Canoa Senlhe, é a última vítima mortal da violência machista no nosso país, a maos do seu marido, Natalio Areas, de 64 anos, que a atacou brutalmente com um martelo.

A mulher morreu em conseqüência das marteladas recebidas num assassinato acontecido na tardinha da segunda-feira en Cee (Costa da Morte), sendo também degolada polo agressor com quem convivia. Trata-se da quarta mulher assassinada por um homem neste ano na Galiza, depois de casos semelhantes em Meanho, a Corunha, Tui e o Porrinho.

Agressom em Ourense

Nom é o único caso recente de agressom machista na Galiza. Em Ourense, um homem de 40 anos, cuja identidade nom foi revelada polos meios de comunicaçom do sistema, espancou a mulher com umha joelhada na cara no passado domingo. A mulher, de 34 anos, fugiu como pudo da casa, pedindo ajuda à vizinhança.

Apesar dos numerosos casos conhecidos, há que lembrar que a maior parte dos episódios violentos costumam ser quotidianos e desconhecidos. De facto, no caso de Cee, a vizinhança e os políticos locais afirmárom que nom tinham conhecimento do carácter violento do assassino.

 

Voltar à página principal