Exército sionista assassina treze palestinianos e deixa dúzias de ferid@s numha incursom em Gaza

12 de Fevereiro de 2004

Treze palestinianos morrêrom ontem em operaçons do exército ocupante sionista na Faixa de Gaza.

Num dos ataques, 12 pessoas fôrom baleadas e mortas quando tropas de Israel entrárom na cidade de Gaza. Médicos palestinianos que atendêrom as vítimas dizem que entre os mortos havia um polícia e cinco milicianos que defendiam a cidade com armas ligeiras frente aos tanques e armamento pesado israleita. Também um rapaz de 17 anos, filho do máximo responsável de Al Fatah em Gaza, está entre os palestinianos mortos, bem como um alegado militante de Hamas.

Em outro incidente na Faixa de Gaza, um palestiniano foi morto no campo de refugiados de Rafah, no que Israel descreveu como umha operaçom para procurar túneis secretos supostamente construídos por militantes da resistência palestiniana.

Além das mortes relatadas, mais 40 pessoas ficárom feridas em ambos operativos, sendo três delas crianças em estado muito grave. Soldados sionistas situárom-se nos telhados donde abrírom fogo contra habitantes e moradias da cidade. Mais umha vez, a grande maioria de mortos e ferid@s som populaçom civil, algo habitual nas operaçons ditas "anti-terroristas" do terrorismo de Estado israelita.

A resistência nacional palestiniana confirmou que a luita contra os genocidas sionistas continua e responderám da maneira adequada, como costumam fazer.

 

Voltar à página principal