Cresce o sentimento anti-ianque no mundo

17 de Março de 2004

A imagem dos Estados Unidos veu-se deteriorando na Europa e continua em baixa no mundo mussulmano, quase um ano após a invasom do Iraque. A revelaçom é de umha pesquisa publicada polo Pew Research Center, um instituto norte-americano independente. "Um ano depois do início da guerra no Iraque, o descontentamento em relaçom aos Estados Unidos e sua política intensificou-se no mundo", de acordo com o estudo realizado entre o final de Fevereiro e o início de Março em oito estados do mundo. Em França e na Alemanha, que fôrom contra a Guerra no Iraque, respectivamente 37% e 38% da populaçom tem opiniom favorável aos Estados Unidos.

Em Maio de 2003, 43% dos franceses e 45% dos alemáns julgavam os norte-americanos de modo positivo, e um ano antes estes índices eram de 63% e 61%, nesta ordem. A deterioraçom da imagem dos EUA também ocorre na Gram Bretanha, apesar de o governo ter apoiado os norte-americanos na agressom. Conforme o Pew, a popularidade dos Estados Unidos entre os ingleses caiu para 58% em Março deste ano, contra 70% em Maio de 2003 e 75% em 2002. Na Rússia, em contrapartida, a opiniom em relaçom aos norte-americanos melhorou de 36% no ano passado para 47% neste ano. Mesmo assim, a percentagem é menor se comparada aos 61% de 2002.

Nos quatro estados de maioria mussulmana pesquisados -Turquia, Paquistám, Marrocos e Jordánia - os Estados Unidos continuam provocando grande rechaço. As opinions "muito desfavoráveis" em Março deste ano eram de 45% dos turcos (contra 68% em 2003), 50% dos paquistaneses (contra 71%), 67% dos jordanos (contra 83%) e 46% dos marroquinos (contra 53%).

No caso da Turquia, 31% dos entrevistados acreditam que atentados suicidas contra norte-americanos e ocidentais no Iraque som justificados.

Na Jordânia, 70% dos entrevistados também acreditam que os atentados suicidas no Iraque som justificados.

 

Voltar à página principal