200.000 pessoas tomam as ruas de Londres contra o imperialismo

21 de Novembro de 2003

Nesta quinta-feira, as ruas da capital inglesa fôrom palco de umha grande mobilizaçom de massas contra a presença do presidente ianque nesse país, exigindo o fim da estratégia criminosa comandada por Bush e Blair. Durante a jornada de protesto, umha estátua gigante do presidente norte-americano, George W. Bush, foi simbolicamente derrubada em Trafalgar Square pol@s manifestantes anti-imperialistas.

O protesto, organizado pola coligaçom "Stop the War" ("Parem a Guerra"), ocorreu durante toda a tarde e o zénite foi a simulaçom simbólica da derrubada da estátua de Saddam Hussein após a tomada de Bagdad, em Abril, caindo desta vez a figura de Bush com um míssil ao colo.

De acordo com os organizadores do protesto contra Bush e a ocupaçom do Iraque, mais de 200 mil pessoas participárom da mobilizaçom no centro de Londres. A própria polícia reconheceu serem mais de cem mil as pessoas que se manifestárom contra a estratégia criminosa anglo-norte-americana.

A Polícia Metropolitana inglesa detivo mais de meia centena de pessoas, dentro do operativo repressivo arquitectado polo Governo de Tony Blair, e que incluiu polo menos 5 mil polícias nas ruas da cidade. Além disso, uma estrutura especial de controlo foi montada polos Estados Unidos para fazer a protecçom directa do presidente norte-americano.

Justo antes do início da mobilizaçom londrina, os líderes da coligaçom imperialista, Bush e Blair, comparecêrom em conferência de imprensa para, após a última acçom contra interesses do imperialismo inglês na Turquia, ratificarem a sua determinaçom em manter a estratégia criminosa e ilegal contra o povo iraquiano.


Voltar à página principal