Brasil: PT expulsa representantes da esquerda do partido

16 de Dezembro de 2003

O PT (Partido dos Trabalhadores), governante no Brasil juntamente com outros partidos de esquerda reformista brasileira, enfrenta as contradiçons da sua orientaçom cada vez mais direitista desde que Lula chegou ao posto de presidente, com apoios da burguesia brasileira.

O penúltimo passo da sua deriva é a decisom de expulsar diversos deputad@s por nom votarem favoravelmente a chamada "reforma da providência", medida anti-social que encontrou grande resposta do povo trabalhador nas ruas do Brasil nos últimos meses.

Além da expulsom de Heloísa Helena, João Fontes Babá e Luciana Genro, outros quadros históricos fundadores do PT, como Chico Oliveira, Milton Temer e Leandro Konder anunciárom o seu abandono. Também as correntes Movimento Esquerda Socialista e Corrente Socialista dos Trabalhadores abandonárom o PT na seqüência do processo repressivo contra a esquerda do partido.

O ascenso ao poder da coligaçom liderada por Lula coincidiu com a assunçom das directrizes do Banco Mundial e da ALCA, Acordo de Livre Comércio das Américas imposto polo imperialismo ianque no continente e só rejeitado polos governos cubano e venezuelano, além de toda a esquerda revolucionária no continente.

Consoante os compromissos da coligaçom governante com o FMI e a grande burguesia brasileira, alguns de cujos representantes fam parte da equipa de Lula, impugérom-se reformas da providência, tributária, liberou-se o uso de transgénicos, capitula-se ante a ALCA e já começárom a ocorrer episódios de corrupçom, enquanto continuam a morrer camponeses sem terra assassinados pola oligarquia e os movimentos indigenas nom deixam de ser marginalizados e reprimidos polas forças repressivas.

Como a história nom se detém, movimentos de esquerda revolucionária principiárom já umha estratégia de unificaçom para criar umha alternativa rupturista frente à rendiçom do PT e o Governo federal aos interesses da burguesia e o imperialismo. Porém, o processo está a caminhar por duas vias: a promovida polo PSTU , e a que podam articular as correntes cindidas do próprio PT com @s deputad@s expuls@s à frente. Da confluência de ambas iniciativas dependerá a criaçom da alternativa que o povo brasileiro precisa para evitar cair no desánimo e na derrota do projecto revolucionário criado em 1980 à volta do entom nascente Partido dos Trabalhadores.

Entrentato, lembremos que na Galiza o BNG tem salientado a sua coincidência e apoio à estratégia petista. Membros da direcçom do Bloque como Camilo Nogueira nom perdem oportunidade para situar o reformismo do PT como modelo a imitar polo nacionalismo galego. Claro que o assunto nom é nada de novo se levarmos em conta que, há poucos anos, o próprio José Manuel Beiras reconhecia em declaraçons públicas que a Terceira Via de Tony Blair era o modelo de futuro para a nova esquerda em que o BNG pretendia integrar-se…

Para maiores informaçons sobre o Governo Lula no Brasil, podes ler este artigo na nossa secçom de Documentaçom:

Governo Lula: dez meses ao serviço do capital monopolístico. Alberto Vergueiro (+...)

 

Voltar à página principal

 

Conferência de imprensa d@s deputad@s expuls@s pola direcçom do PT