O PP denúncia a vári@s estudantes por participar na manifestaçom contra a maré negra em Ponte-Vedra

Alejandro Millán Mon, subdelegado do governo na província de Ponte-Vedra e conhezido por encabeçar a brutal repressom contra @s vizinh@s de Vilaboa, vem de denunciar a vários estudantes, -muit@s deles/as militantes de AGIR-, acusad@s de causar desordes e lançar ovos contra a fachada da Subdelegaçom do Governo ao remate da manifestaçom estudantil celebrada o 18 de Dezembro.

Numha nota de imprensa a organizaçom estudantil do MLNG manifesta que esta denúncia enquadra-se dentro da actual campanha do Partido Popular de criminalizaçom contra o movimento Nunca Mais! e a esquerda independentista, numha desesperada tentativa de criar umha cortina de fume que faga esquecer ao povo trabalhador galego a nefasta e criminosa gestom da crisis do Prestige.

AGIR também afirma que o Partido Popular pretende através da repressom impedir a exemplar capacidade de mobilizaçom que está demostrando o estudantado em Ponte-Vedra, assim como impedir o actual crescimento de AGIR nesta cidade.
Considera que a repressom nom impedirá que AGIR e o conjunto do estudantado se siga mobilizando com contundência contra as nefastas conseqüências da política do Partido Popular e que esgotará todos os meios ao seu alcance para que esta acusaçom do fascista Millán Mon nom fique impune.


Voltar à página principal