Activismo cultural em Compostela: Por umhas Festas da Ascensom galegas

No meio-dia da passada 5ª-Feira 29 de Maio, dia grande das festas da Ascensom em Compostela, a Associaçom Cultural O Pedroso desenvolveu um acto no passeio central da Alameda.

Mentres vári@s membros da associaçom tocavam música tradicional, outr@s colavam e repartiam a tabela reivindicativa por meio da qual se exigia ao Concelho de Compostela o investimento dos orçamentos para estas festas, na elaboraçom dum programa adequado à nossa realidade nacional e cultural.
A iniciativa desta associaçom cultural vinculada à esquerda independentista tivo polo geral boa acolhida entre as pessoas que nesses momentos transitavam o parque, as quais se interessavam por conhecer as propostas de O Pedroso para a celebraçom da Ascensom.
Estas propostas recolhem-se nos nove pontos da tabela que reproduzimos a continuaçom.

1.-Um 25% mínimo de artistas galegas/os que cantem em galego como cabeças de cartaz, com diversidade de estilos musicais, nom confinando a língua galega ao ámbito do folque.

2.-Um 25% mínimo de artistas da lusofonia, também com variedade de estilos.

3.-Gratuitidade do 100% das entradas a concertos e outro tipo de actividades.

4.-Em cada actuaçom, assegurar a presença como teloneira/o dumha/um artista local ou da comarca.

5.-Ediçom do programa de festas em português e cumprimento da Lei de Normalizaçom Lingüística no que se refere ao uso do galego na publicidade dos actos.

6.-Pregom das festas em galego, pronunciado por umha pessoa que desenvolva a actividade artística, intelectual ou política no ámbito da sociedade galega.

7.-Promoçom dos jogos populares.

8.-Promoçom do desporto de base e nom competitivo.

9.-Diversificaçom das actividades, restando-lhe peso à música (potenciar teatro, poesia, exposiçons...).

Na festa, também em galego!


Voltar à página principal