A classe trabalhadora continua perdendo poder adquistivo


Segundo as próprias fontes oficiais o IPC na Comunidade Autónoma situou-se no mês de Outubro em 1.4%, quatro décimas mais que a média do Estado espanhol. Estas cifras, evidentemente maquilhadas polo capital, situam a inflaçom anual em 4.4%, e coincidem co incremento do desemprego, e os cada vez maiores ganhos da burguesia galega, que continua um imparável processo de acumulaçom de capital a custa da sobre-exploraçom da classe trabalhadora, especialmente da mocidade e as mulheres.



 

Voltar à página principal