Televisom manipulaçom

Coincidindo co aniversário do referendo da farsa autonómica imposta polo capitalismo espanhol em 1980, mais de mil pessoas secundárom a concentraçom que a plataforma Nunca Mais realizou o sábado 21 de Dezembro diante das intalaçons da TVG em Sam Marcos, perto de Compostela, contra a manipulaçom informativa.
A pesistente chuva nom obstaculizou que centos de galeg@s acudíram à sede central da televisom pública da Comunidade Autónoma para denunciar a manipulaçom a que se vé submetida a crise nacional do Prestige. O Partido Popular mediante a TVG, RG e TVE-G siléncia, oculta, minimiza e deforma a realidade do país.
Um forte dispositivo policial impediu aproximar-se às instalaçons mais alá do perímetro de segurança imposto polas forças de ocupaçom.
NÓS-Unidade Popular participou activamente na mobilizaçom denunciando a verdadeira face dos meios de comunicaçom espanhóis, burgueses e solicitando a ilegalizaçom do PP.

Após diversas intervençons de representantes de Burla Negra, de Nunca Mais, e de Begonha Caamanho, Presidenta do Comité Interempresas da CRTVG que reproduzimos integramente, tivo lugar umha manifestaçom até as intalaçons da TVE-G, situadas a pouco mais de um quilómetro.
Perante a falta de protecçom policial @s manifestantes entrárom no recinto exterior das instalaçons. Entre o grande nervossismo da burocracia autonomista -BNG e CIG- preocupada com que a mobilizaçom se lhes "fora das maus" e pola presença da esquerda independentista, -o próprio Paco Rodriguez pretendeu acalar as palavras de ordem lançadas por NÓS-UP-, o conjunto d@s manifestantes realizárom umha cadeia humana à volta do prédio entre gritos de "Fraga, Aznar demissom, "Televisom manipulaçom", "Espanha é a nossa ruina", "Há que ilegalizar o Partido Popular", "A polícia a limpar Mugia", "Menos mal que nos fica Portugal" em alusom ao seguimento informativo do acto por diversas meios de comunicaçom lusos.


 



Voltar à página principal