Na entrega de certificados de trabalho comunista

Ernesto Che Guevara

A atitude comunista face à vida é mostrar com o exemplo o caminho que há de ser seguido, é levar às massas com o próprio exemplo, quaisquer que sejam as dificuldades a vencer no caminho. Quem pode mostrar o exemplo do seu trabalho repetido durantes dias e dias, sem aguardar da sociedade outra cousa que o reconhecimento aos seus méritos de trabalhador, de construtor dessa nova sociedade, tem direito a exigir na hora do sacrifício. E a construçom da nossa sociedade nom se poderá fazer de nengum modo se nom for sobre a base do sacrifício. Depois da Revoluçom de Outubro de 1917, da Revoluçom de Lenine, o homem já adquiriu umha nova consciência. Aqueles homens da Revoluçom francesa, que tantas cousas belas dérom à humanidade, que tantos exemplos dérom, e cuja tradiçom se conserva, eram, porém, simples instrumentos da história. As forças económicas moviam-se e eles interpretavam o sentir popular, o sentir dos homens daquela época, e alguns intuíam mais longe ainda, mas nom eram capazes ainda de dirigir a história, de construir a sua própria história conscientemente. Agora temos a tarefa de desenvolver a produçom, desenvolvê-la para darmos ao povo todos os bens de que precisa. Mas, para dar todos esses bens, precisamos também (...) de desenvolver a agricultura por outro lado, harmonizar os distintos factores da sociedade, sacrificar-nos em determinadas épocas, pensar conscientemente no trabalho e, o mais importante: adquirirmos consciência, termos certeza de que nós, neste momento dirigentes da sociedade, nós todos, povo de Cuba, temos de aprender mais, conhecer mais, aprofundar mais nos fenómenos e profundar mais no sentido íntimo de aquilo que é o trabalho, com a grande força criadora do trabalho.

As condiçons de trabalho em muitos casos nom mudárom, mas temos que fazer mudar aceleradamente a consciência para que ser claramente percebido o carácter novo que tem esse trabalho, o carácter novo do sacrifício, que pode significar, às vezes, trabalhar em condiçons difíceis para o proletariado cubano. Há que criar essa consciência que vai permitir-nos acelerar enormemente a nossa capacidade de tránsito em direcçom ao comunismo.
Além do mais, quando em cada cubano o trabalho for umha necessidade vital como expressom de criaçom humana, a tecnologia, os inventos, irám suceder-se por milhares. Cada unidade será transformada ano após ano, remoçada e modernizada. Todos participarám com umha força incontida na construçom da nova sociedade.

Por isso vos saudamos, companheiros, polo vosso carácter de vanguarda, polo vosso carácter de homens e mulheres que vam alegres para o trabalho bem integrados nele, bem integrados na responsabilidade que tem hoje de ocupar essa trincheira.

Polo nosso futuro e polo futuro da América, que é o nosso também, polo futuro do mundo inteiro, de todos os homens e mulheres que ainda nos Estados Unidos, em todos os países imperialistas, sofrem a opressom do capital, tomemos, companheiros, a firme decisom de seguir os conselhos de Fidel, que nos recorda o companheiro Roca: realizar o nosso trabalho todos os dias, analisá-lo, ver onde está o mau, ver se figemos o suficiente, e prometermo-nos corrigi-lo para o día seguinte. Fagamo-lo nós, os que nos sentirmos capazes de um sacrifício maior, dirigentes dos nosso povo, da nossa empresa, da nossa fábrica, da nossa oficina ou da nossa brigada, na medida das nossas forças, com o nosso exemplo por diante.

Fagamos com que o exemplo preceda às palavras, fagamos com que cada um de nós seja umha bandeira que tenham de seguir os nossos companheiros para a construçom do comunismo.

Assim teremos realizado –todos unidos, marchando com o passo gigantesco e sustentado de que a nossa pátria precisa- a grande aspiraçom da humanidade, e teremos feito também, teremos cumprido também cabalmente o nosso dever mais fundo: que todo o nosso povo seja a bandeira de luita para os povos do mundo inteiro.

Discurso em b CTC 11 de Janeiro de 1964. Ob. Cit, t. 2, pp. 238-250

Voltar à Biblioteca Marxista em Galego

Voltar à página principal